Thiaguinho Batalha

Todas as Noticias

Câmara realiza Audiência Pública para discutir Projeto da LDO 2020

Foto: Gilton Rosas

Câmara realiza Audiência Pública para discutir Projeto da LDO 2020
junho 17
15:16 2019

por Fernanda Sales (Câmara Municipal de Aracaju)

Na manhã desta segunda-feira, 17, foi realizada no Plenário da Câmara Municipal de Aracaju (CMA) a Audiência Pública para discutir o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) referente ao ano de 2020. O projeto compreende as metas e prioridades da administração pública, incluindo as despesas de capital (investimentos) para o exercício financeiro subsequente, além de equilibrar as receitas e despesas.

O coordenador geral de Orçamento vinculado à Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplog), José Leilton Almeida, fez a apresentação sobre o conceito da LDO e destacou que há uma forte ligação entre a LDO e o planejamento estratégico da Prefeitura de Aracaju. O coordenador apresentou a missão, visão e valores da PMA e enfatizou os quatro eixos e focos estratégicos. “Nossos quatro eixos são: tornar Aracaju uma cidade inteligente, humana e criativa; promover o desenvolvimento urbano e econômico sustentáveis; promover o desenvolvimento humano e social; e garantir a excelência na prestação dos serviços públicos e gestão orientada para resultados, inovação e assegurar protagonismo do munícipe na Gestão e nas Políticas Públicas”, afirmou.

Segundo José Leilton, a LDO estabelece a conexão entre o Plano Plurianual (PPA) e a Lei Orçamentária Anual (LOA), disciplinando a construção e a execução da Lei orçamentária, onde estão dispostos os programas e ações, conforme a previsão e a devida confirmação dos recursos.

Durante a apresentação, o coordenador explanou os índices econômicos, citando os anos de 2018 e 2019 e fazendo parâmetros para 2020. Da mesma forma, apresentou as projeções de receitas e despesas do município. “Em 2019, com a previsão da LOA, nossa receita total em 2019 é cerca de R$ 2.382.816 milhões, enquanto que a previsão da LDO para 2020 é de R$ 2.488.258 milhões. O mesmo valor corresponde ao número de despesas, com R$ 2.382.816 milhões em 2019, enquanto que a previsão da LDO para 2020 é de R$ 2.488.258”, explicou.

Para José Leilton, o motivo da equiparação entre os valores de receitas e despesas se deve a quantidade de investimentos e inovação tecnológica que a Prefeitura de Aracaju vem fazendo, com o apoio da Câmara de Aracaju com a aprovação dos empréstimos junto à Caixa Econômica. “Quando esta Casa Legislativa aprova os empréstimos auxilia o município e ter recursos para investir. Aracaju está com 10% dos investimentos nacionais. No ano de 2018, foram investidos R$ 56.762 milhões, enquanto que em 2019 foram 136.980 milhões”, acrescentou.

Para finalizar a apresentação, o coordenador também mostrou aos vereadores os Projetos Estratégicos para 2020 da Prefeitura de Aracaju, de acordo com os quatro eixos estratégicos. Dentre os projetos apresentados estão: o projeto de Política Municipal de Habitação; o fomento ao esporte, cultura e lazer, como a valorização do Parque da Sementeira como opção de lazer e a ressignificação dos festejos juninos; além de melhorias na saúde, educação e bem estar social. Sobre a melhoria na prestação dos serviços de saúde, há o projeto da retomada da Construção da Maternidade do bairro 17 de Março e a melhoria da assistência prestada nos Hospitais Municipais.

Vereadores

Durante a audiência, estiveram presentes o secretário Municipal do Planejamento, Orçamento e Gestão de Aracaju, Augusto Fábio Oliveira; o presidente da Câmara Municipal de Aracaju, Nitinho (PSD) e os vereadores Thiaguinho Batalha (PMB), Américo de Deus (Rede), Jason neto (PDT), Cabo Didi (Sem partido) e Fábio Meireles (PPS).

O vereador Américo de Deus parabenizou a apresentação do coordenador e enfatizou que os dados são positivos. “Fiquei feliz com o número de investimentos. Só quero saber a questão das garantias do servidor municipal com relação aos reajustes salariais”, questionou.

Fábio Meireles fez questionamentos com relação à redução do IPTU e o Jason Neto parabenizou a organização e planejamento financeiro da Prefeitura de Aracaju. “É obrigação da prefeitura pagar salário em dia, mas não era o que acontecia em outras gestões. Também parabenizo pela parceria com o convênio Ipesaúde para os servidores”, frisou o parlamentar, que também questionou sobre o reajuste dos servidores.

Sobre o reajuste dos servidores, o secretário da Seplog, Augusto Fábio, fez os esclarecimentos. “Sabemos da importância do reajuste salarial, mas estamos buscando as condições favoráveis para realizar o reajuste, pois não adianta fazer o reajuste e não garantir os pagamentos em dia. No momento certo conseguiremos reajustar os salários dos servidores municipais”, finalizou.

Autor

Equipe TB

Equipe TB

Artigos Relacionados

0 Comentário

Não há comentários

Seja o primeiro a deixar um comentário

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Opinião Pública

Você gostaria de ver brinquedos adaptados para crianças com necessidades especiais nas praças públicas de Aracaju?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...